Encanados

São muros (arrimos) de pedras que alteraram o leito de importantes cursos d’ água que cruzam Ribeirão Grande e municípios vizinhos.

Essa região, em tempos remotos, ganhou fama pelo ouro de aluvião que brotava de suas águas e até hoje podem ser encontrados vestígios das estruturas construídas para facilitar extração de ouro por volta do século XVIII, dos quais muitos ainda bem preservados. 

encanados-mapaderibeiraogrande.jpg
Encanados Rio das Conchas

O material mais usado eram blocos de pedras de diabásio, bastante comum no curso desses rios, popularmente conhecidas como “Pedra Capote”, e também alguns outros tipos de pedras como Filito e Quartzo. Durante o processo de construção das muralhas, as pedras eram sobrepostas uma sobre as outras levando em conta seu formato até formar uma muralha.

Essas pedras são parte da história dessa região, e contam não apenas sobre a exploração do ouro por aqui, mas também, se sabe que houve um encontro (nada pacífico) entre indígenas, portugueses, espanhóis, jesuítas e africanos. Que escravos recortaram e moldaram os rios e essa mudança é visível até hoje.

encanados-ribeirao-grande-mapa-logo
Encanados dentro do Parque Estadual Intervales

Principais ocorrências em Ribeirão Grande nos rios Rio das Almas, Ribeirão Velho e Rio das Conchas.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.